[Inscrições Abertas] Modulações da atenção num corpo multissensorial: o papel da atenção na aprendizagem inventiva, Virgínia Kastrup, Stela Barbieri e convidados

Informações

Datas pré-agendadas:
14 de setembro de 2018
04 de outubro de 2018
08 de novembro de 2018
29 de novembro de 2018
quinta-feira, das 19h às 22h
Duração: 1 encontro por mês
Alunos por turma: 25

Valor: 4 parcelas R$400,00.

Telefones: (11) 3875-6008 e (11) 3467-4387

Inscrições: através do email carina@binahespacodearte.com.br

virginia_gd

 

Dando continuidade ao grupo de estudos que aconteceu no primeiro semestre de 2018, em que foi discutido o problema da atenção conjunta, a proposta é estudar a relação entre corpo, atenção e aprendizagem inventiva. A investigação será realizada a partir da leitura e da discussão de textos que problematizam as abordagens mentalistas e mecanicistas da aprendizagem, que a identificam à solução de problemas e à realização de tarefas. A aprendizagem inventiva inclui a experiência de problematização e requer uma atenção concentrada e aberta. Serão estudados autores como Antoine Hennion, Francisco Varela, Daniel Stern e Yves Citton. O trabalho com o grupo incluirá também a realização de práticas de atenção que buscam ativar o corpo multissensorial e a abertura para a invenção. Com a alternância de práticas de estudo e práticas de atenção, a proposta é discutir a experiência de aprender e a participação do corpo multissensorial, a atenção a si e a aprendizagem do gosto, bem como a atenção conjunta, nas práticas de ensino e aprendizagem.

virginia_retrato Virgínia Kastrup é Doutora em Psicologia Clínica (PUC-SP), Professora Titular do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e bolsa PQ do CNPq na área de psicologia cognitiva. Publicou A invenção de si e do mundo (Autêntica, 2007), Políticas da Cognição (Sulina, Kastrup, Tedesco e Passos, 2008), Cegueira e Invenção (CRV, 2018) e Histórias de cegueiras, com Laura Pozzana (CRV, 2016). É uma das organizadoras de Pistas do Método da Cartografia v.1 (Passos, Kastrup e Escóssia, Sulina, 2009) e Pistas do Método da Cartografia v.2 (Passos, Kastrup e Tedesco, Sulina, 2014), Exercícios de ver e não ver: arte e pesquisa com pessoas com deficiência visual (Moraes e Kastrup, Nau, 2010) e Movimentos micropolíticos em saúde, formação e reabilitação (Kastrup e Machado, CRV, 2016). Suas pesquisas se articulam em torno do problema da invenção, com desdobramentos sobre a aprendizagem, a atenção, a arte e a deficiência visual.

stela_retrato Stela Barbieri é artista plástica, educadora, escritora e contadora de histórias.  Foi curadora do Educativo da Bienal de Artes de São Paulo e diretora da Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake. É assessora de artes da educação infantil e ensino fundamental na escola Vera Cruz e prestou assessoria nas escolas Castanheiras e Nossa Senhora das Graças. Stela fez parte do Conselho Consultivo do PGECC – Programa Gulbenkian Educação para a Cultura e Ciência, em Lisboa, Portugal e atualmente faz parte do conselho da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

 Ela também coordenou o curso de Pós-Graduação em Museus e Instituições Culturais, do Instituto Singularidades. Contadora de histórias experiente, Stela é autora de 20 livros infanto juvenis. É diretora do Bináh Espaço de Arte.