[Inscrições Abertas] Estudos e investigações da prática, Stela Barbieri, Guga Szabzon e Vanessa Marques

Informações

Datas pré-agendadas:
22 de março de 2018
05 de abril de 2018
17 de maio de 2018
28 de junho de 2018
quinta-feira, das 19h às 22h
Duração: 1 encontro por mês
Alunos por turma: 25

Valor: 4 parcelas R$200,00.

Telefones: (11) 3875-6008 e (11) 3467-4387

Inscrições: através do email carina@binahespacodearte.com.br

grupo_estudos_1sem2018

Aprofundamento nas experiências com materialidades e linguagens nos processos investigativos dos professores – Desenho e Construção.
Estes encontros acontecerão na relação de experiências singulares com ateliês práticos em diálogos com os teóricos Vea Vecchi com o livro “Arte e Criatividade em Reggio Emilia” e Virgínia Kastrup com o livro “Pistas do Método Cartográfico Vol. 1”, entre outros.

Stela Barbieri é artista plástica, educadora, escritora e contadora de histórias.  Foi curadora do Educativo da Bienal de Artes de São Paulo e diretora da Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake. É assessora de artes da educação infantil e ensino fundamental na escola Vera Cruz e prestou assessoria nas escolas Castanheiras e Nossa Senhora das Graças. Stela fez parte do Conselho Consultivo do PGECC – Programa Gulbenkian Educação para a Cultura e Ciência, em Lisboa, Portugal e atualmente faz parte do conselho da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

 Ela também coordenou o curso de Pós-Graduação em Museus e Instituições Culturais, do Instituto Singularidades. Contadora de histórias experiente, Stela é autora de 20 livros infanto juvenis. É diretora do Bináh Espaço de Arte.

Guga Szabzon é artista e educadora, formada em artes plásticas pela FAAP e em licenciatura pela FPA. Trabalhou na Fundação Leonilson em 2007. Ministrou aulas de artes para crianças no Instituto Tomie Ohtake de 2007 a 2010. Trabalhou na área de formação de professores da rede pública e na coordenação dos ateliês da 29° e da 30° Bienal de São Paulo entre 2010 e 2012. Foi educadora do instituto Acaia de 2014 a 2017. Como artista, realizou diversas exposições individuais na Casa Samambaia, Galeria Transversal e na Galeria Superfície. Participou de exposições coletivas no Centro Cultural São Paulo – CCSP, na Galeria Mendes Wood, no espaço cultural Santander e no SESC Pompéia. Trabalhou como assistente dos artistas João Loureiro, Ana Luiza Dias Batista e Runo Lagomarcino. Atualmente seu trabalho é representado pela Galeria Superfície.

Vanessa Marques D’ Albuquerque  é pedagoga e especialista em Educação Infantil. Em seu mestrado investigou “o sentido da relação na constituição de grupos interdisciplinares” no Núcleo de Interdisciplinaridade, da PUC/SP. Nesta experiência, deu início a pesquisa sobre a Abordagem Educativa de Reggio Emilia. Foi professora de Educação Infantil por muitos anos em diversas escolas particulares de São Paulo. Desde 2008 atua com formação continuada em redes municipais de Educação Infantil – diversos municípios brasileiros- e assessorias em instituições particulares investigando a imagem de criança, o sentido da escola na contemporaneidade, o professor como investigador de sua prática e os processos de aprendizagem – invenção. Em 2014, junto a José Cavaleiro, iniciou um processo formativo com a rede de São Gonçalo do Rio Abaixo/MG pautado nos princípios da ética, estética e política, inspirados na Abordagem Educativa de Reggio Emilia. Coordena alguns grupos de estudos sobre os princípios da Abordagem Educativa de Reggio Emilia, buscando um diálogo com a nossa realidade brasileira. Atualmente, faz parte da equipe de professores brasileiros da primeira Pós Graduação sobre a Abordagem Educativa de Reggio Emilia, no Instituto Singularidades.