Desdobramentos da imagem em movimento, Stela Barbieri e Nádia Bosquê [Inscrições Abertas]

Informações

Datas agendadas:
30 de agosto de 2018 (aula experimental)
27 de setembro de 2018
25 de outubro de 2018
22 de novembro de 2018
06 de dezembro de 2018
quinta-feira, das 19h às 22h
Duração: 1 encontro por mês
Alunos por turma: 25

Valor: à vista R$776,00 ou 4 parcelas R$200,00.

Telefones: (11) 3875-6008 e (11) 3467-4387

Inscrições: através do email carina@binahespacodearte.com.br

gp_estudo_stela_gd

Aprofundamento nas experiências com materialidades e linguagens nos processos investigativos dos professores  e nos desdobramentos das imagens em movimento nos vários campos de comunicação: arte, livros, documentação.
Faremos vários experimentos ópticos ao pesquisarmos as narrativas das imagens.
Estes encontros acontecerão na relação de experiências singulares com ateliês práticos em diálogos com alguns teóricos, tais como Georges Didi – Huberman, com trechos do livro “O que vemos, o que nos olha”, Vea Vecchi , com o livro “Arte e Criatividade em Reggio Emilia” e Virgínia Kastrup, com o livro “Pistas do Método Cartográfico Vol. 1”, entre outros.

 

 

stela_retrato Stela Barbieri é artista plástica, educadora, escritora e contadora de histórias.  Foi curadora do Educativo da Bienal de Artes de São Paulo e diretora da Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake. É assessora de artes da educação infantil e ensino fundamental na escola Vera Cruz e prestou assessoria nas escolas Castanheiras e Nossa Senhora das Graças. Stela fez parte do Conselho Consultivo do PGECC – Programa Gulbenkian Educação para a Cultura e Ciência, em Lisboa, Portugal e atualmente faz parte do conselho da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

 Ela também coordenou o curso de Pós-Graduação em Museus e Instituições Culturais, do Instituto Singularidades. Contadora de histórias experiente, Stela é autora de 20 livros infanto juvenis. É diretora do Bináh Espaço de Arte.

ii

nadia_retrato Nádia Bosquê é educadora e artista visual ceramista. Formada como técnica em Design Gráfico, bacharel e licenciada em Artes Visuais na Universidade Estadual Paulista – UNESP. Trabalhou como educadora no Instituto Tomie Ohtake e também no SESC. Presta serviços de produção cultural para instituições culturais, e oferece oficinas e ateliês para crianças através do Coletivo Laranja Azul onde organiza e, junto à outros, borda um caminho de ensino livre em artes. Atualmente faz pós-graduação em Artes Manuais para Educação, baseada na Antroposofia, na A Casa Tombada.