festa no binåh – abertura do primeiro semestre de 2020 – EVENTO COM CONTIBUIÇÃO ESPONTÂNEA – [Inscrições encerradas]

Informações
07 de março de 2020
Sábado das 14h às 19h

Evento Gratuito

Telefones: (11) 3875-6008 e (11) 3467-4387

O binåh celebra o início do semestre com uma festa. Reuniremos nosso parceiros, amigos e frequentadores de todas as idades em uma tarde com oficinas, apresentações musicais, exposição e narração de histórias.
Venha compartilhar e celebrar esse momento conosco!
Entrada com contribuição espontânea: pague quanto quiser.
Haverá venda de comidas vegetarianas do Espaço Zym.

Programação completa:

14h_oficina de poesia/criação literária com Maria da Graça.

15h_narração de histórias com Cristiana Ceschi

15h50_multifacetas – oficina de máscaras com equipe binåh

16h40_oficina de dança com Marina Abib

17h30_pocket show com Luz Marina

18h30_banho de canto com Stela Barbieri e Fernando Vilela

+ comidas vegetarianas do espaço Zym

Oficina de Danças Brasileira, com Marina Abib

A partir de uma experiência descontraída, os participantes vivenciam com o corpo princípios as danças tradicionais quando em seus contextos originais: a construção de um coletivo e o espaço para a expressão individual.

A oficina envolve os participantes em exercícios de consciência corporal, jogos de prontidão e vocabulário de passos das danças tradicionais. O objetivo é proporcionar uma vivência agradável e desafiadora que possa tanto instrumentalizar o trabalho do participante como instigar um olhar curioso para o corpo e para as riquezas presentes na tradição brasileira.

Marina Abib é dançarina e fundadora da Companhia Soma, de São Paulo. Formada em Ciências Sociais desenvolve uma pesquisa contínua, por meio de referências teóricas e vivências de campo, sobre a construção de uma corporeidade contemporânea criada a partir de matrizes das danças tradicionais brasileiras. Com a sua companhia ganhou os prêmios ProAC de pesquisa e investigação em dança e Klauss Vianna para montagem de espetáculo.

Oficina de Poesia e Criação Literária, com Maria da Graça oficina irá propor um mergulho para o público participante em experiências leitoras e produtoras de poemas, por meio de ações imaginantes, de brincadeiras com o corpo que ouve, ficciona e opera.Maria da Graça Abreu é apaixonada por Literatura Infanto Juvenil e, especialmente, por Poesia. Coordenou o projeto de poesia Usina de Sonhos em Dois Córregos. É nascida em Portugal, mas brasileira de adoção e paixão. Trabalhou na PUC-SP por mais de vinte e cinco anos, como professora de Literatura Portuguesa, Literatura Brasileira e Literatura Infanto-Juvenil, cuja cadeira introduziu nas universidades do Brasil. Foi também docente em outras disciplinas relacionadas à Língua Portuguesa e sua didática. Foi assessora de Língua Portuguesa por 15 anos no Colégio Pentágono, e por 10 anos na Escola Crescimento de São Luis do Maranhão, além de ter assessorado também outras escolas na elaboração de projetos curriculares de língua.Narração de histórias, com Cristiana Ceschi.

Cristiana Ceschi gosta de narrar histórias antigas, de tradições milenares, histórias que viajaram por tempos e espaços distantes chegando até o tempo presente e para muito além desse tempo. Para o público do binåh, Cristiana conta uma história que se desdobra em três. Uma história que fala de uma contadora de histórias que salva vidas, para falar do ofício de narrar oralmente.

Cristiana Ceschi é uma artista do Encontro. Seu trabalho de performer, contadora de histórias, diretora de peça de teatro e educadora segue o propósito de fazer emergir o novo por meio do conhecimento ancestral – as narrativas de tradição oral. É atriz formada pelo Bayside College – Austrália e Cientista Social (FFLCH-USP). Em 2007 fundou junto com Beatriz Carvalho o Coletivo As Rutes formado por artistas que desejam propiciar Experiências Significativas no espaço da cidade e para público não esperado. Em 2014 ganhou o título de mestre em em ensino e aprendizagem da arte pela ECA – USP ao apresentar sua dissertação – A Menina, O Cavalo e a Chuva , a Arte de Contar Histórias e a Cibercultura com orientação de Regina Machado. Segue sua busca de contato entre o Ancestral e o Novo, pesquisando as conexões entre Arte e a Ciência como integrante do núcleo de Humanidades, Narrativas e Humanização em Saúde da Escola Paulista de Medicina (EPM) – Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) sob orientação do Prof. Dr. Dante Marcello C. Gallian. O “carro-chefe” da trajetória artística de Cristiana Ceschi é conhecer e contar histórias da tradição oral com foco no desenvolvimento humano. Desde 2004, trabalhou nos mais diversos espaços como escolas, universidades, teatros, SESCs, bibliotecas, abrigos, hospitais e empresas. Também já coordenou e ministrou cursos, workshops e palestras sobre essa arte tanto para pessoas interessadas em aprender a contar histórias quanto para aqueles interessados em expandir o conhecimento de si e das relações humanas.

Multifacetas – oficina de máscaras, com equipe binåh

Nessa oficina, utilizando materiais diversos, vamos construir máscaras de personagens. Poderemos ser feiticeiros, samurais, princesas, animais, monstros, rainhas… vestindo seus rostos, que serão inventados por cada participante com a equipe do binåh.

Pocket Show com Luz Marina

Luz Marina é cantora, compositora, mãe e mestre em educação e música pela USP. Lançou seu primeiro álbum homônimo no final de 2013. Nos anos 2014 e 2015 foi integrante do Mulheres Espíndola. Participou do álbum Ascensão de Serena Assumpção e do show de lançamento no Sesc Pompeia em 2016. Em 2018 e 2019 integrou a banda de Tetê Espíndola no show Outro Lugar. Em 2019 fez parte do elenco de Macuna Ópera, de Iara Rennó. Ainda neste ano, fez direção artística e cenografia do show de lançamento do cd Recuerdos (selo Sesc) junto com Iara. Canta, toca violão e atua no espetáculo infantil “Catopleia – alegorias musicais”, com composições em parceria com a artista visual e escritora Edith Derdyk, que fez temporadas em 2018 no Sesc Ipiranga e Sesc Av Paulista e no Sesc Pompeia em 2019 – se preparam para lançar o CD em breve.

Banho de Canto, com Stela Barbieri e Fernando Vilela 

Banho de Canto é uma obra oficina de Stela Barbieri que acontece em coparticipação com o público. A presença de um participante no centro da obra inspira o grupo em torno a cantar e tocar. O projeto se constitui em campos de presença, ou seja, em espaços que nos fazem estar entregues e presentes. A intenção do Banho de Canto é criar uma imersão sonora para os participantes, propiciando uma experiência de integração entre as pessoas e de cada um consigo mesmo.