fbpx

Encontro online – Semana de documentação – Edital rastro: narrativas do cotidiano, mini histórias e documentações [Gratuito – ONLINE]

Informações

Encontros online
de 01 a 04 de dezembro de 2020
à partir das 19h30
Duração: aproximadamente 1h30
Encontro gratuito

Contato: contato@binahespacodearte.com.br

Transmissão através do canal do binåh no You Tube

Semana de documentação – Edital rastro: narrativas do cotidiano, mini histórias e documentações

de 01/12 a 04/12
às 19h30
no canal do YouTube binåh Espaço de Arte

Entre os dias 01/12 a 04/12, na semana que marca o resultado dos selecionados do edital Rastro, o binah convida diversos profissionais da educação para compartilharem registros de suas pesquisas em uma série de lives através do nosso canal do YouTube.

Além disso as documentações premiadas serão apresentadas durante esses encontros para celebrar as narrativas do cotidiano.

01/12 – terça feira às 19h30
com André Carrieri, Cleide Terzi e Waldir Hernandes
+ documentações selecionadas de Manoella Rotelli Simões, Maria Beatriz Piquet Carneiro Petrus, Thiago Pacheco e Carmen Lucia Orfanó

André Carrieri (Luiz André Carrieri Rosatelli) nasceu em São Paulo, Brasil, em fevereiro de 1959. Formou-se na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, ECA/USP, onde fez o bacharelado em Comunicação Social, com especialização em Rádio e TV (1979/1982). Enquanto cursava o bacharelado, participou por 5 anos como ator e dramaturgo do grupo de artes cênicas Teatro Núcleo Independente (1979/1983), coletivo teatral herdeiro das técnicas do teatro jornal de Augusto Boal. Nos anos 80 e 90, durante processo de formação e profissionalização trabalhou como coordenador de educação profissional no SENAC/SP, fez especialização em Psicodrama Pedagógico e Organizacional (1995/1997) e desenvolveu oficinas de vídeo para jovens do Ensino Médio (1996/2000). Fez mestrado na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, FE/USP, na área de Linguagem e Educação, onde investigou sobre aprendizagem e socialização de jovens através das tecnologias do vídeo digital (2004/2007). Trabalha como professor universitário e arte-educador. No Jornalismo, é docente das disciplinas de Teoria da Comunicação, Fotojornalismo, Roteiro e Produção de Vídeo Documentário. Na Pedagogia, é docente das disciplinas de Multiculturalismo nas Relações Escolares, Produção de Texto e Formação de Leitores. Sua experiência profissional se aplica às áreas de formação de professores, desenvolvendo e executando ateliês de fotografia para documentação pedagógica em parceria com ONGs, secretarias e escolas públicas e particulares.Como roteirista e diretor produziu os vídeos “Leituras de TV e Vídeo para Educadores” (1996), “O Olhar” (1997), “Memória e Identidade” (1999), “Respingos” (2004), “O Lugar da Pergunta na Sala de Aula” (2006), “Catadoras e Catadores: O Trabalho nas Cooperativas de Reciclagem” (2014). Publicou obras na área de educação de jovens e adultos como “O educador e as imagens: pontos de encontro” (2004) e “Comunicação e educação: interações” (2004), ambos editados em parceria com o SESI/UNB/UNESCO.

Cleide Terzi é pedagoga e mestre em Supervisão e Currículo – Especialista em Educação. Foi docente nos Cursos de Pedagogia: PUC/SP (1985-1987), Faculdade Tibiriçá (1983-1988). Elaborou a organização Curricular das Escolas de Magistério da Secretaria de Educação do Estado de Tocantins – 1995. Foi consultora na Fundação Vanzoline – Secretaria de Educação do Estado de São Paulo – PEC – Formação Universitária – 2001/2002 e coordenadora de grupo de formação de educadores de Escolas particulares e públicas. Autora dos livros: “A Prova Operatória”, “A Aula Operatória” e “O Pensamento parece uma coisa à-toa” e co-autora de mais de 4 livros. Atualmente é diretora da Ronca e Terzi Serviços e Treinamentos.

 

Waldir Hernandes é graduado em biologia, especialista em Psicofarmacologia pela Escola Paulista de Medicina/UNIFESP. Atuou como professor e coordenador da área de Science da Stance Dual School. Utiliza técnicas da fotografia para aproximação dos temas de interesse dos adolescentes. Conduziu atividades de fotografia com jovens residentes em áreas de elevada vulnerabilidade social da cidade de São Paulo por meio do CENPEC. Desenvolve ações formadoras de educadores. É professor da Disciplina de Ciências e de Convivência em Processo de Grupo do Colégio Bandeirantes. É o professor responsável pelo Ateliê Oficina de Fotografia do Colégio Bandeirantes.

 

02/12 – quarta feira às 19h30
com Vitor Janei e Fernando Vilela
+ documentações selecionadas de Ana Beatriz Souza Cerqueira, Cristiele Borges dos Santos e Henrique Cruz Leite

Vitor Janei é formado em Pedagogia pela Universidade Estadual de São Paulo e pós-graduado em Linguagens das Artes pela Universidade de São Paulo. Possui mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos e atualmente faz doutorado na mesma instituição. Lecionou no Ensino Fundamental e na Educação Infantil nas redes municipais de Rio Claro, Barueri e São Paulo. Foi professor de Educação Infantil e Formador de professores do Instituto Fazenda da Toca. Hoje atua como professor e formador da Escola Ateliê Carambola.

 

 

Fernando Vilela nasceu em São Paulo, onde vive e trabalha. Além de escritor  ilustrador, é artista, designer e educador. Fernando já ilustrou mais de 100 livros em dez países, dentre os quais 26 são com Stela Barbieri e 20 são de sua autoria. O primeiro, Lampião & Lancelote (2006), recebeu em 2007 a Menção Honrosa na categoria Novos Horizontes na Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha, Itália, e dois prêmios Jabuti. Também realizou exposições de arte e ilustração no Brasil e em diversos países. Possui obras em coleções, como a do Museum of Modern Art (MoMA), de Nova York, e a da Pinacoteca do Estado de São Paulo, entre outras. Integra a coordenação do Bináh Espaço de Arte, onde também ministra cursos (binahespacodearte.com.br). Seu trabalho pode ser visto no site www.fernandovilela.com.br e no instagram @fe.vilela.

 

03/12 – quinta feira às 19h30
com Flora Pappalardo e Stela Barbieri
+ documentações selecionadas de Fernanda Costa Pereira, Fernanda Ferreira de Oliveira e Genecilda dos Santos

Flora Pappalardo é cineasta, educadora e produtora cultural. Trabalha comconteúdo e documentação no binåh – espaço de arte desde 2019. Formada em cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado, trabalhou em mais de 20 curtas-metragens, séries de televisão e produções audiovisuais diversas. Como educadora atuou no Colégio São Domingos, Santa Cruz, EMEF Amorim Lima e no próprio binåh.

 

 

Stela Barbieri é artista plástica, educadora, escritora e contadora de histórias.  Foi curadora do Educativo da Bienal de Artes de São Paulo e diretora da Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake. É assessora de artes da educação infantil e ensino fundamental na escola Vera Cruz e prestou assessoria nas escolas Castanheiras e Nossa Senhora das Graças. Stela fez parte do Conselho Consultivo do PGECC – Programa Gulbenkian Educação para a Cultura e Ciência, em Lisboa, Portugal e atualmente faz parte do conselho da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

 Ela também coordenou o curso de Pós-Graduação em Museus e Instituições Culturais, do Instituto Singularidades. Contadora de histórias experiente, Stela é autora de 20 livros infanto juvenis. É diretora do Bináh Espaço de Arte.

Valéria Prates Gobato é produtora cultural, educadora e gerente de projetos. Mestre em Indústria Criativa e Cultural pela London Metropolitan University, realizou seu MBA em Bens Culturais – Cultura, Economia e Gestão pela Fundação Getúlio Vargas. Valéria é também bacharel em Língua e Literatura Portuguesa pela Universidade de São Paulo e possui Licenciatura plena em Pedagogia. Desde 2010, coordena equipes e projetos em ações educativas de diversas instituições culturais, como a Fundação Bienal de São Paulo, o Instituto Tomie Ohtake, o Museu de Arte do Rio e Quadrado projetos. Também faz assessorias pedagógicas para escolas e instituições culturais, como Escola Vera Cruz (desde 2018) e Liceu Santa Cruz (desde 2016) e exposições temporárias no SESC SP.

 

04/12 – sexta feira às 19h30
com Diana Tubenchlak e Lidiele Oliveira
+ documentações selecionadas de Laura Luvison Méliga, Marcele Carla De Araujo Moreira e Paola Winter Silveira

Diana Tubenchlak é mestre em Artes pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista – UNESP (2017), pós-graduada Lato Sensu em Linguagens artísticas contemporâneas: ensino/aprendizagem pela faculdade Santa Marcelina (2011) e licenciada em Educação Artística pelo Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ (2005). É docente no Instituto Singularidades, nos cursos de pós-graduação Lato Sensu “Educação Infantil: investigações e fazeres das crianças de 0 a 3 anos” e “Educação Infantil: Investigações e Fazeres com Crianças de 4 a 6 anos”, no módulo Linguagens Expressivas. É atelierista no Colégio Santa Cruz.
Tem experiência na área de Artes, com ênfase em processos artísticos e linguagens artísticas contemporâneas, com atuação nos seguintes temas: arte/educação, arte e primeira infância, formação de professores e interrelações entre museus de arte e escolas. É educadora e consultora em arte/educação. Criou e desenvolve No Colo, no Instituto Tomie Ohtake e Embalada: arte com bebês em diversos locais. É autora do livro ARTE COM BEBÊS (Panda Books), 2020.

Lidiele Oliveira é pedagoga pela UFRGS, pós-graduanda em Neuropsicopedagogia. Professora da RME/NH ( desde 2013) e atualmente na função de Assessora Pedagógica também desta rede. Coordenadora Pedagógica voluntária do programa JUAD