devaneios binåh com Stela Barbieri, Bia Jabor, Luiz Guilherme Vergara e Virginia Kastrup [inscrições encerradas] [Online]

Informações

Encontro online - quinta, das 19h às 21h
18 de junho de 2020

Duração: 2h
Vagas limitadas

Valor: R$30,00

Contato: contato@binahespacodearte.com.br

Inscrições: através do link do sympla

https://www.sympla.com.br/devaneios-binah-com-stela-barbieri-beatriz-jabor-luiz-guilherme-vergara-e-virginia-kastrup__880731

 

Devaneios binåh : Cambalhota Cósmica
encontro online
inscrições no Sympla
18/06 quinta feira
19h – 21h

 

Nessa quinta feira o binåh realiza mais um devaneio.

Stela Barbieri, Bia Jabor, Luiz Guilherme Vergara e Virginia Kastrup conversam sobre o agora, em transformações radicais entre arte e educação.

Vivemos um momento de “cambalhota no cosmos”*. A casa vira mundo, a escola vira casa. O que está em cima vira embaixo. O grande vira pequeno e o pequeno vira grande. Arte vira educação, educação vira arte. E as dobras se dobram dentro de si. O sentir do tempo e o seu agir, a existência como acontecimento, como espessura do presente. Assim, em um espaço de entre – entre dentro e fora, entre o possível e o imponderável – conversaremos, neste momento em que o invisível é o que é real e sobre outros modos de estar no presente.

*Termo inspirado em Mário Pedrosa – no texto Especulações Estéticas número 3, Lance Final p.133, 1967- no livro – Mundo, homem, arte em crise – organizado por Aracy Amaral– Editora Perspectiva

Sobre os convidados:

Bia Jabor é artista, educadora e curadora educacional, com mais de 20 anos de experiência em idealização e implementação de projetos na área, educação infantil, programas de formação e consultorias. Formada em Licenciatura em Educação Artística com Hab. em Artes Plásticas, pela FAAP/SP. Atualmente é diretora e curadora pedagógica da Casa 38 junto com sua irmã Andrea Jabor.

Nos quase 8 anos como Gerente de Arte e Educação da Casa Daros, foi responsável pela criação e implantação de toda a programação de arte e educação da instituição assim como a coordenação do Núcleo de Educação Infantil e biblioteca. Participou do curso “Arte + Pedagogia – Experiência Educativa aeioTU para a Primeira Infância”, na Colômbia, em 2014, e, em 2011, do Grupo de Estudos: “A Abordagem de Reggio Emilia para a Educação da Primeira Infância”, na Itália. Foi diretora da Divisão de Arte Educação do MAC/Niterói e criou, implementou e coordenou o programa educativo do Museu das Telecomunicações, no Oi Futuro, entre tantos outros projetos educativos temporários, formação de professores, além de pesquisa e realização de materiais educativos para exposições.

Luiz Guilherme Vergara  é Ph.D. em Arte e Educação pela New York University. Professor associado do Departamento de Arte da Universidade Federal Fluminense (UFF), coordenador do curso de graduação em Artes (desde 2019), membro do Programa de Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos das Artes. Foi curador/diretor do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC) de 2005-2008 e 2013-2016. No MAC Niterói desenvolveu projetos curatoriais com foco no diálogo entre a arquitetura circular de Oscar Niemeyer, suas relações com a paisagem da Baía de Guanabara e as interfaces experimentais entre arte, educação e sociedade, tais como nas exposições da coleção MAC João Sattamini, Poéticas do Infinito (2005) e Abrigo Poético de Lygia Clark (MAC, 2006). Destacando ainda a relação entre a Coleção João Sattamini/MAC Niterói e a arquitetura – paisagem, elaborou as exposições Diálogos entre Lygia Clark e Oscar Niemeyer. tudo que é concreto se dissolve no ar (2014). As curadorias se ampliam em colaborações internacionais, tais como Joseph Beuys: Res-Pública. Conclamação para uma Alternativa Global (2013), Coletivo Frances Libanês : Suspended Spaces (2014), e Isaac Julien. Ten Thousand Waves (2016) como parte da exposição Baía de Guanabara: águas e vidas escondidas, celebrando os 20 anos do MAC, afirmando a vocação do museu para a Arte Ação Ambiental. Destacam-se outras curadorias para o MAC Niterói, tais como, Suzana Queiroga: Olhos d’água (Prémio Marcantonio Villaça, 2013), Edmilson Nunes.  A Felicidade às Vezes (2013) mora aqui (projeto especial na varanda com ocupação coletiva de artistas); Carlos Vergara: Sudário (2013).

Virgínia Kastrup é doutora em Psicologia Clínica (PUC-SP), Professora Titular do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e bolsa PQ do CNPq na área de psicologia cognitiva. Publicou A invenção de si e do mundo (Autêntica, 2007), Políticas da Cognição (Sulina, Kastrup, Tedesco e Passos, 2008), Cegueira e Invenção (CRV, 2018) e Histórias de cegueiras, com Laura Pozzana (CRV, 2016). É uma das organizadoras de Pistas do Método da Cartografia v.1 (Passos, Kastrup e Escóssia, Sulina, 2009) e Pistas do Método da Cartografia v.2 (Passos, Kastrup e Tedesco, Sulina, 2014), Exercícios de ver e não ver: arte e pesquisa com pessoas com deficiência visual (Moraes e Kastrup, Nau, 2010) e Movimentos micropolíticos em saúde, formação e reabilitação (Kastrup e Machado, CRV, 2016). Suas pesquisas se articulam em torno do problema da invenção, com desdobramentos sobre a aprendizagem, a atenção, a arte e a deficiência visual.

Stela Barbieri é artista , educadora, escritora e contadora de histórias.  Foi curadora do Educativo da Bienal de Artes de São Paulo e diretora da Ação Educativa do Instituto Tomie Ohtake. Foi assessora de artes da educação infantil e ensino fundamental na escola Vera Cruz e prestou assessoria nas escolas em SP e RJ  Stela fez parte do Conselho Consultivo do PGECC – Programa Gulbenkian Educação para a Cultura e Ciência, em Lisboa, Portugal e  da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

 Ela também coordenou o curso de Pós-Graduação em Museus e Instituições Culturais, do Instituto Singularidades. Contadora de histórias experiente, Stela é autora de 25 livros infanto juvenis. É diretora do Bináh Espaço de Arte.

Informações úteis

– O evento será realizado no programa zoom, e o link será enviado no dia anterior à palestra.

– Caso não tenha o programa, sugerimos que faça o download com antecedência nesse link (https://zoom.us/download#client_4meeting)

– Sugerimos que se possível, que fique próximo ao roteador ou mesmo conecte o cabo de internet direto no computador, para que a conexão tenha um melhor desempenho.

– poucos dias após a palestra serão enviados os certificados digitais de participação.