fbpx

curso de atelierista – A educação e a poética do cotidiano em estado de ateliê com Stela Barbieri, Valéria Prates Gobato e convidados [inscrições encerradas] [Online]

Informações

curso online - sábados, manhã e tarde.
Início em 11 de setembro de 2021

Duração: 1 ano de curso - 38 aulas que acontecerão quinzenalmente aos sábados, totalizando 190h de imersão.
Vagas limitadas

Valor: 12 parcelas de R$582,00 ou Valor total: R$6984,00

Contato: contato@binahespacodearte.com.br

 

O ensino da arte em diálogo com outras áreas de conhecimento – um atelierista em formação:

Esse curso abrange e se pauta nas relações entre os campos da arte, ciência, educação e as concepções dos territórios em relação. A teoria é estudada na experiência, que se desdobra em aprendizagem. Serão privilegiados momentos de partilha, ateliês, leituras de textos e processos de invenção individuais e coletivos. O percurso do curso, com ênfase em métodos investigativos, se debruçará sobre processos de aprendizagem pelo exercício de potencialização de ideias, perguntas e processos e investigação.

Estar em estado de ateliê/ estado da arte é um diálogo de presenças de existências, de materialidades, no qual tanto as pessoas quanto os materiais e espaços são sujeitos da experiência.

Nos cursos de Pedagogia, há pouco espaço na estrutura curricular para a exploração e vivência com as linguagens da arte, materialidades e investigações artísticas. Este é um convite a formação no que tange à arte e a investigação transdisciplinar no trabalho com crianças, adolescentes e adultos – campo de ação do atelierista – que oferece aos professores, educadores e gestores de escolas, museus, instituições culturais e interessados em atuar na área um laboratório de investigações . O curso também é voltado para professores de artes e  polivalentes da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Coordenação geral: Josca Ailine Barouk

Josca Ailine Baroukh é mestre pela faculdade de Educação da USP, graduada em Psicologia pela USP, com especialização para professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental no Espaço Pedagógico, com Madalena Freire. Atualmente, é cocoordenadora do curso de pós-graduação “A vez e a voz das crianças”, n’A Casa Tombada; trabalha na Tecnologia Educacional da Escola Vera Cruz e trabalha com formação de gestores e professores desde 1999, ministrando cursos, oficinas e palestras e prestando assessoria pedagógica a escolas da rede pública e privada, bem como a ONGs. Coordenou a coleção “Interações”, pela Editora Blucher, e é autora dos livros O penico do bebê, Vamos tomar banho?; Parlendas para brincar e Adivinhas para brincar (em parceria com Lucila de Almeida); e Ler antes de saber ler, oito mitos escolares sobre a leitura literária (em parceria com Ana Carolina Carvalho), todos pela Panda Books.

Coordenação do curso de atelierista: Stela Barbieri e Valéria Prates Gobato

Stela Barbieri é artista, contadora de histórias, autora e educadora. Dirige o bináh espaço de arte, um lugar de educação e invenção. Foi diretora da ação educativa do Instituto Tomie Ohtake em São Paulo, e curadora educacional da Fundação Bienal de São Paulo. Assessora na área de arte e educação para várias escolas e museus em diferentes Estados do país. Publicou materiais educativos para instituições culturais, livros para professores e 25 livros para o público infanto-juvenil. Realiza exposições espetáculos e ministra cursos de narrações no Brasil e no exterior. www.stelabarbieri.com.br

 

Valéria Prates Gobato é produtora cultural, educadora e gerente de projetos. Mestre em Indústria Criativa e Cultural pela London Metropolitan University, realizou seu MBA em Bens Culturais – Cultura, Economia e Gestão pela Fundação Getúlio Vargas. Valéria é também bacharel em Língua e Literatura Portuguesa pela Universidade de São Paulo e possui Licenciatura plena em Pedagogia e em Artes Visuais. Desde 2010, coordena equipes e projetos em ações educativas de diversas instituições culturais, como a Fundação Bienal de São Paulo, o Instituto Tomie Ohtake, o Museu de Arte do Rio e Quadrado projetos. Também faz assessorias pedagógicas para escolas e instituições culturais, como Escola Vera Cruz (desde 2018) e Liceu Santa Cruz (desde 2016) e exposições temporárias no SESC SP.